Câmara Municipal de Candelária

Home | Webmail

Candelária, 19 de 08 de 2017


Notícias

Confira as notícias da Câmara

Sessão - 24 de julho de 2017 - Secretaria Municipal de Saúde apresenta relatório de gestão do 1º quadrimestre de 2017 25/07/2017

A Presidente do Legislativo, Cristina Rohde (PSDB) colocou a ata da sessão do dia 17 de julho de 2017, em votação, restando aprovada por unanimidade. Comunicou que no dia 26 de julho o assessor parlamentar Beni Bopp comemora seu aniversário, desejando felicidades.

Cristina Rohde convidou a Secretária de Saúde, Sandra Gewehr, e a Secretária-adjunta da pasta, Sra. Grasiele Priebe, a ocupar a tribuna para divulgar o relatório de gestão do 1º quadrimestre de 2017 da Secretaria de Saúde.

Sandra Gewehr (Secretária de Saúde) – Ao iniciar, a secretária de Saúde salientou que em Candelária a política de atenção enquadra-se dentro de um modelo de defesa da vida, buscando fazer com que as ações sejam organizadas para fortalecer a promoção e a proteção da saúde. Gewehr convidou a secretária adjunta da secretaria de Saúde, Sra. Grasiele Priebe, para divulgar todos os recursos que foram recebidos pela secretaria de Saúde dos meses de janeiro a abril de 2017. Grasiele Priebe noticiou que no primeiro quadrimestre de 2017 o município aplicou R$ 3.212.737,53 em saúde. Já os recursos advindos da fonte estadual perfizeram o montante de R$ 1.760.597,02 e da fonte federal R$ 2.605.180,47. Priebe salientou que o município cumpriu a legislação e utilizou 20,52% da receita própria para custeio da saúde. Sandra Gewehr lembrou que no saldo dos recursos da fonte federal estão incluídos R$ 400 mil para a compra de equipamentos, que são verbas oriundas de emendas parlamentares dos deputados federais Heitor Schuch e Lasier Martins. Havendo, também, uma emenda R$ 90 mil do deputado federal Sérgio Moraes que é servirá para construir o posto de saúde do Bairro Marilene. Gewehr noticiou que já está empenhada uma verba de R$ 300 mil advinda de emenda parlamentar do deputado Luis Carlos Heinze, agradecendo a ajuda que os deputados têm dado à saúde municipal. Grasiele Priebe continuou a apresentação do relatório e informou que a despesa total com saúde foi de R$ 6.470.493,04. Noticiou também que a estrutura física da saúde municipal possui 16 unidades de atendimento, no total. Já o quadro total de profissionais da secretaria é de 154 pessoas. Gewehr divulgou a soma de atendimentos feitos no primeiro quadrimestre, que perfaz um montante de 1.219.714. Listou os dez medicamentos mais são distribuídos pelo município, quais são: omeprazol, fluoxetina, ácido acetilsalicílico, paracetamol, sinvastatina, ibuprofeno, carbonato de cálcio, carbamazepina, amitriptilina e anlodipino. Grasiele Priebe apresentou um resumo da produção hospitalar, sendo que no primeiro quadrimestre houveram 860 internações, informando ainda, o quantitativo dos demais serviços realizados. Por fim, falou que a secretaria de Saúde gastou R$ 53.058,51 com o convênio que possui com o Cisvale. Após a abertura para questionamentos ao relatório, o vereador Rui Beise indagou como está o processo para liberação da emenda parlamentar de R$ 200 mil oriunda do senador Lasier Martins, sendo que a secretária informou que a secretaria está aguardando os orçamentos dos materiais para poder encaminhar ao setor de licitações. Jaira Diehl perguntou se no item de consultas o valor expresso no relatório é total, englobando todas as áreas como obstetrícia, pediatria etc, tendo obtido resposta positiva da secretária adjunta. A vereadora questionou ainda, qual o número de cartões sus que o município possui. Gasiele Priebe informou que são 40 mil no total, ou seja, mais que a população candelariense, pois há muitas pessoas que tem duplo cadastro ou ainda, pessoas de outros municípios que fazem o cadastro em nosso município. Gewehr noticiou que desde o dia 1º de julho a secretaria aderiu ao protocolo eletrônico, momento em que é feita uma atualização do cadastro dos pacientes, salientando que tal sistema ajudará a coibir eventuais falhas no cadastro e duplicidade de cartões. O vereador Jorge Willian lembrou que além dos R$ 90 mil destinado pelo deputado federal Sérgio Moraes, existe ainda uma emenda de R$ 200 mil para custeio da saúde, a qual está por ser empenhada. Jairo Radtke recordou que a prefeitura municipal fez uma parceria com o Cisvale para a aquisição de medicamentos, questionando se a parceria já está acontecendo. Sandra Gewehr afirmou que quando o valor do medicamento é mais barato por meio do Cisvale, o município adquire pelo consórcio, caso contrário, a secretaria adquire por meio de licitação. Cristina Rohde narrou que foi procurada por moradores do Passa Sete que informaram que não tem médico para fazer atendimento na unidade móvel de saúde e que apenas os enfermeiros estão se deslocando com a unidade móvel. Narrou também reclamação feita pelo Sr. Edenir Pereira que disse que no posto de saúde central são distribuídas poucas fichas de atendimento. Quanto ao serviço de atendimento móvel, Sandra Gewehr informou que a Dra. Sofia, está de férias e não há médico substituto, por isso apenas os enfermeiros estão se deslocando para o interior com a unidade de atendimento móvel. Gewehr informou ainda que tal problema será solucionado em breve, já que está em andamento o processo seletivo para contratação de profissionais para a área da saúde. Quanto ao número de fichas de atendimento, ressaltou que em média são distribuídas 15 fichas por turno, sendo que os idosos podem marcar consulta por telefone, o que faz com que o número de fichas disponíveis diminua. O vereador Ilceu Pohlmann questionou quando será iniciada a obra de construção do posto de saúde do bairro Marilene, sendo que lhe foi informado que até o dia 30 de agosto a obra poderá ser iniciada. Daniel Bernardy questionou se já tem médico e dentista atendendo no posto de saúde do Pinheiro. A secretária de Saúde afirmou que o atendimento odontológico está em pleno funcionamento, mas o atendimento médico ainda não, já que o município não possui médico disponível para atuar naquele local, todavia, informou que dois profissionais se inscreveram no processo seletivo para atuar no local, restando apenas aguardar o transcorrer dos trâmites legais do certame para que a contratação seja feita. Celso Gehres questionou o motivo de não haver agentes de saúde em algumas localidades. Sandra Gewehr explicou que muitos contratos acabaram e que outras pessoas foram chamadas e não quiseram assumir o cargo, motivo pelo qual será feito novo processo seletivo para fazer tais contratações. Ao finalizar, Sandra Gewehr agradeceu a atenção dos vereadores e se colocou à disposição para esclarecer eventuais dúvidas.




Veja mais




© 2005 Câmara Municipal de Candelária - Todos os direitos reservados - Fones: (51) 3743-1176 - 3742-1152 - 3743-3991
Rua Frederico Gewehr, 1000 - Centro - Candelária / RS - CEP 96930-000 - Fale Conosco Sistema Administrativo