PUBLICAÇÕES NOTÍCIAS
INICIAL / NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
Réplica de família Dicinodonte é apresentada a comunidade

As obras ficaram expostas no Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues

04
ABR

O Museu Municipal Aristides Carlos Rodrigues, apresentou na quarta-feira (4), no Clube Rio Branco, a escultura e esqueletos de uma família de animais pré-históricos descobertos em Candelária. Em parceria com a Feira Comercial, Industrial e Agronegócios – EXPOCANDE 2018, foi possível viabilizar a produção da réplica do Jachaleria Candelariensis, o último dicinodonte.


O evento aberto ao público, foi conduzido pelo curador do museu municipal, Carlos Rodrigues, que convidou o Prefeito Municipal, Paulo Butzge e o Presidente da Câmara de Vereadores de Candelária, Marco Antônio Larger (Progressista), para realizarem seus pronunciamentos. O Vereador Larger, aproveitou a oportunidade para divulgar o encerramento da primeira parte do projeto desenvolvido pela casa, “Nossas Riquezas”, e agradeceu a parceria do curador do museu, que ministrou as palestras para cerca de 500 alunos. 


Na sequência, ocorreu a palestra com professor do Laboratório de Paleontologia de Vertebrados da Universidade do Rio Grande do Sul (UFRGS) e um dos maiores especialistas no Estado na área, Doutor Cesar Leandro Schultz. Durante a sua participação, o professor divulgou que o Jachaleria Candelariensis, o último dicinodonte, viveu há cerca de 230 milhões de anos, no período Triássico, um pouco antes dos primeiros registros de dinossauros. Eram os herbívoros mais comuns em todo o planeta (naquela época, todos os continentes estavam unidos numa só massa de terra, a Pangeia). Não seriam dinossauros, nem répteis e se aproximavam mais dos mamíferos, principalmente pelas características do esqueleto e pela forma como andavam juntos, em manadas.


Além de abordar as características do dicinodonte, Schultz também enfatizou a importância paleontológica de Candelária, sendo que vestígios do período Triássico tão evidenciados como no município, são encontrados somente na Argentina, em relação a toda a América Latina. No mundo, os únicos 23 lugares onde o período Triássico está acessível, Candelária é um deles.


O encerramento do evento ocorreu com a apresentação ao público das esculturas produzidas pelo artista plástico candelariense, André Gomes da Silva, que foi realizada pelas autoridades presentes no evento, incluindo os Vereadores Marco Antônio e a Vereadora Cristina Rohde.

+ Notícias
FALE CONOSCO

Rua Frederico Gewehr, 1000 Bairro Centro
Candelária/RS CEP 96930-000

contato@camaracandelaria.com.br

51 3743-1176

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Segunda a sexta Horário de expediente
8h30min às 11h30min - 13h30min às 17h

SESSÕES Segunda-feira: 19h